Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

terça-feira, 24 de novembro de 2020

Broa mineira Romeu e Julieta

Antes da receita, vamos entender melhor a diferença entre broa e bolo. É muito comum o mineiro chamar de broa, o que a maioria, chama de bolo. Muita gente pergunta se não é a mesma coisa. Não é não. São guloseimas diferentes. Broa é uma quitanda presente em Minas Gerais há quase 300 anos, ainda nos tempos do Brasil Colônia.
          Broa é um tipo de pão, feito com fubá ou com acréscimo de várias farinhas, como de trigo, centeio e também, leveduras. Tem origem em Portugal e Galiza, tendo sido introduzida em Minas Gerais, no início do Ciclo do Ouro, no século XVIII. A receita original foi adaptada aos ingredientes das terras mineiras, como o fubá triturado no moinho, sem acréscimos de farinhas, como de trigo, inexistente na época, no início da colonização. Não se usava fôrmas ou tabuleiros para assar as broas e sim, panelas mesmo, com camada de brasa cobrindo a tampa das panelas. 
          As broas que começaram a ser feitas em Minas Gerais, no século XVIII, não se assemelhavam aos pães e sim aos bolos, porque eram assadas em panelas de ferro, em formatos redondos, parecidas com os bolos europeus, feitos com trigo e em fôrmas próprias.
          Para se chamar broa em Minas Gerais, na sua forma original, tem que ter milho, triturado no moinho d´água, o nosso fubá de milho, como ingrediente principal e ter o fubá, como principal ingrediente.
          Quando do seu surgimento, não existia a farinha de trigo no Brasil. Com a popularização da farinha de trigo, passou a ser acrescentado, uma quantidade pequena desse ingrediente às broas. Se o principal ingrediente for a farinha de trigo, maisena ou outro que não seja o fubá, já não é broa, e sim bolo. 
          Caso a quitanda tiver farinha de trigo e fubá, em partes iguais, é também bolo. (Texto acima de autoria de Arnaldo Silva)
Agora a receita:
INGREDIENTES
- 500 gramas de fubá mimoso
- 500 gramas de goiabada cascão cortada em fatias de 0,5 cm
- 500 gramas de Queijo Minas cortado em fatias de 0,5 cm
- 2 copos (americano) de farinha de trigo)
- 2 copos (americano) de açúcar
- 3 ovos caipira
- 3 colheres de gordura de porco ou de manteiga
- 1 colher (sopa) de fermento em pó
- 1 pitada de sal
- Coalhada ou se não tiver, leite integral, o suficiente para que a massa não fique dura e nem muito mole
(um pouco de farinha de trigo para empanar o queijo e a goiabada)
MODO DE PREPARO
- Coloque todos os ingredientes, exceto a coalhada, a goiabada e o queijo, no liquidificador.
- Ligue e vá colocando aos poucos o leite. A massa não pode ficar muito dura e nem muito mole. Vá dosando a coalhada.
- Unte uma fôrma retangular ou redonda, com furo no meio, com manteiga e farinha de trigo e despeje a metade da massa.
- Coloque um pouco de farinha de trigo num prato e passe as fatias de goiabada e de queijo como se fosse a milanesa e vá colocando sobre a massa. Empanar é muito importante porque a massa é mole e tanto o queijo, quanto a goiabada irão afundar e queimar em baixo. Empanando, o queijo e a goiabada não afundarão.
- Coloque sobre a massa as fatias em forma de damas, intercaladas. Queijo, depois goiabada, uma do lado da outra, sem apertá-las.
- Feito isso, cubra com a outra metade da massa.
- Leve ao forno pré-aquecido a 180° C por cerca de 50 minutos ou até que esteja dourada por cima.
- 5 minutos antes de  desligar o forno, espalhe um pouco de queijo ralado por cima.
- Está pronta a broa. Agora é esperar esfriar, cortar e servir com aquele delicioso café, que só mineiro sabe fazer.
(o bolo que ilustra a receita, foi preparado na roça, em Santos Dumont MG, por Fabrício Cândido)

Um comentário:

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens populares

Seguidores